Registro de consumidores de cannabis começa ainda este mês no Uruguai

Montevidéu, 6 set (EFE).- O início do registro oficial de consumidores e cultivadores de cannabis do Uruguai foi confirmado ainda para este mês, após uma série de atrasos, informou nesta terça-feira o secretário-geral da Junta Nacional de Drogas (JND), Diego Olivera.

"Neste mês de setembro estaremos lançando o registro e posteriormente completando com a chegada de cannabis a cada uma das farmácias registradas", declarou Olivera à imprensa.

O secretário da JND acrescentou que houve "uma reprogramação do cronograma em função da segurança que queremos ter em cada um dos passos que estamos dando nesse sentido".

Sobre a distribuição da droga nas 50 farmácias do país que solicitaram registro para isso, Olivera disse que estão sendo "finalizados detalhes vinculados à chegada do cannabis a cada uma".

No Uruguai se pode consumir drogas dentro da lei há quatro décadas, mas sua produção e venda estava proibida até dezembro de 2013, quando o parlamento uruguaio autorizou o processo legal para descriminalizá-las.

Desde que se tornou público o marco regulador da lei, todo cidadão uruguaio ou residente permanente no país que deseje cultivar maconha em sua casa pode comparecer a um escritório dos Correios e solicitar uma licença de produtor.

Além disso, para poder comprar maconha, os usuários deverão registrar-se previamente no sistema e terão acesso a 10 gramas de cannabis por semana e um máximo de 40 ao mês.

Apesar do preço de venda ainda não ter sido estipulado, a previsão é que a grama poderá ser adquirida pelo equivalente a R$ 4. EFE

apf/rsd

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos