Los Angeles celebra hoje seu primeiro "Dia do Chaves"

Luis Uribe.

Los Angeles (EUA), 8 set (EFE).- A cidade de Los Angeles, nos Estados Unidos, celebra nesta quinta-feira seu primeiro Dia do Chaves, uma homenagem ao ator Roberto Gómez Bolaños e um reconhecimento a sua série de televisão, que alcançou uma audiência internacional em todos os países da América Latina.

A proclamação de 8 de setembro como o "Dia do Chaves" para lembrar ao famoso personagem foi oficializada depois que o Conselho de Los Angeles aprovou esta semana uma proposta que reconhece a transcendência de Chespirito, apelido de Bolaños, que morreu em novembro de 2014.

"Com este Dia do Chaves se transmite a mais pessoas o legado que nós temos como família e se mostra que o humor de Chespirito é para toda a família", declarou em entrevista à Agência Efe José Pablo Arnau, neto do ator.

Para o promotor da iniciativa perante o Conselho de Los Angeles, o representante do Distrito 1, o vereador Gil Cedillo, o reconhecimento ao programa "Chaves" tem também um conteúdo pessoal.

"Para mim é muito pessoal porque eu tenho as memórias do meu filho quando tinha cinco ou seis anos e era muito interessante, porque nesse tempo nem minha esposa nem eu falávamos espanhol e meu filho estava fascinado diariamente com o programa", lembrou o político.

Cedillo agradeceu à Junta de Processadores de Leite da Califórnia (CMPB), promotora do reconhecimento junto com a emissora "Televisa" e o Grupo Chespirito, por apoiar a iniciativa através da campanha "Tome Leite".

Ao lembrar os famosos sanduíches de presunto que os personagens do programa tomavam com leite, a campanha procura estimular o consumo de leite entre as crianças hispânicas.

Como parte do reconhecimento ao ator mexicano, a CMPB doou US$ 8 mil a duas organizações que apoiam o desenvolvimento educativo de jovens hispânicos de Los Angeles.

Além disso, o artista hispânico Man One elaborou um quadro de 1,5 x 2,4 m que homenageia Chaves e apoia a campanha da CMPB.

"Aprendi a ver 'Chaves' com minha avó que sempre assistia", declarou Man One durante a apresentação de sua obra que tem uma grande presença de cores, característica de seus trabalhos.

"Esta é minha forma de apresentar uma homenagem a este artista que deixou uma marca tão grande na comunidade latina não só de Los Angeles, mas de muitos países", destacou o artista à Efe.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos