OSDH diz que 124 sírios foram mortos pela guarda fronteiriça turca em 2016

Beirute, 8 set (EFE).- Pelo menos 124 pessoas que tentavam atravessar a fronteira da Síria para a Turquia morreram neste ano por disparos da guarda fronteiriça turca, informou nesta quinta-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Entre os mortos, há pelo menos 20 menores e dez mulheres, que foram alvejados por tiros das forças da Turquia quando tentavam atravessar a fronteira, vindos da Síria.

As últimas vítimas são quatro integrantes de uma mesma família, dois deles crianças, que morreram nas últimas 24 horas por este motivo.

Esta é uma prática habitual da guarda fronteiriça da Turquia desde o início do conflito na Síria em março de 2011.

A Turquia é o principal destino de refugiados sírios com mais de 2,7 milhões; seguida por Líbano, com mais de 1,03 milhão; e Jordânia, com 656 mil, de acordo com os últimos dados da Agência da ONU para os Refugiados (Acnur).

Há duas semanas, o exército da Turquia realiza uma intervenção militar no norte da Síria, onde apoia brigadas rebeldes locais contra o grupo terrorista Estado Islâmico (EI), embora os curdos tenham denunciado ataques dos turcos contra eles nessa região.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos