Reforços e apoio dos EUA detêm avanço dos talibãs em província do Afeganistão

Cabul, 8 set (EFE).- A chegada de reforços e o apoio aéreo dos Estados Unidos detiveram o avanço dos talibãs em Trinkot, capital da província de Uruzgan, no centro do Afeganistão, depois dos insurgentes terem entrado na cidade e ameaçado tomá-la, informaram fontes oficiais à Agência Efe nesta quinta-feira.

"O rumo do combate mudou completamente na tarde com a chegada de reforços de Kandahar e o apoio aéreo das forças estrangeiras que ajudaram as tropas em algumas partes a expulsar os talibãs das áreas estratégicas, embora não longe da cidade", disse à Efe o porta-voz do governo provincial, Dost Muhammad Nayab.

Os talibãs tinham rompido no início da manhã o esquema de segurança de Trinkot e entrado na cidade, chegando a poucas centenas de metros dos edifícios do governo e da polícia.

Moradores, servidores públicos e funcionários de ONGs optaram por deixar a cidade ao verem o avanço praticamente sem resistência dos talibãs. Muitos deles se refugiaram no aeroporto próximo à cidade.

Nayab indicou que tudo mudou com o envio dos reforços, o que permitiu "resistir e deter completamente a ofensiva talibã". "Eles sofreram duras baixas", disse o porta-voz, sem indicar, no entanto, o número de mortos e feridos nos confrontos.

Os bombardeios dos aviões norte-americanos e os ataques de artilharam continuam contra as posições dos insurgentes. "Atualmente, a situação de segurança está completamente sob controle de nossas tropas na cidade. A situação de forma geral também está se normalizando", disse Nayab, informando que as pessoas que fugiram pouco a pouco estão voltando para suas casas.

O porta-voz do governo da província afirmou que as autoridades estão elaborando uma contraofensiva em grande escala para expulsar os insurgentes dos arredores de Trinkot. "Esperamos que até amanhã a tarde eles já estejam longe das imediações da cidade", completou.

O chefe de uma emissora local, Niamatullah Faryadi, que tinha fugido para o aeroporto, confirmou que as pessoas estão voltando para Trinkot. "As pessoas estão agora confiantes que a cidade não cairá", ressaltou.

Trinkot é a terceira cidade que os talibãs invadem nos últimos 12 meses, depois de terem feito o mesmo em Lashkargah, na província de Helmand, ainda controlada em parte pelos insurgentes e palco de combates contra tropas do governo, e Kunduz, no norte do país

Kunduz, inclusive, chegou a ser completamente controlada pelo grupo em setembro do ano passado, em uma operação que representou a maior vitória militar dos talibãs desde a invasão dos EUA em 2001.

De acordo com fontes americanas, os talibãs controlam atualmente cerca de um terço de país, em meio a uma escalada da violência que começou com o fim da missão militar da Otan em 1º de janeiro de 2015.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos