França frustra atentado de grupo de mulheres guiado pelo Estado Islâmico

Paris, 9 set (EFE).- As forças de segurança da França desarticularam um comando composto essencialmente por mulheres e guiado pelo Estado Islâmico (EI) na Síria, que fracassou em sua tentativa de detonar um carro no centro de Paris e depois tentou efetuar um atentado terrorista contra agentes policiais.

"O objetivo deste comando era claramente cometer um atentado", afirmou nesta sexta-feira o procurador de Paris, François Molins, que em entrevista coletiva destacou que no grupo havia "jovens mulheres guiadas por indivíduos da organização terrorista EI na Síria".

Seu plano era provocar uma explosão com um carro sem placa que abandonaram na madrugada do domingo a algumas centenas de metros da catedral de Notre Dame de Paris, com seis bujões de gás e três garrafas com gasóleo em seu interior.

Molins ressaltou que, embora não se tenha encontrado nenhum detonador ou dispositivo de ativação, a polícia científica concluiu que vários dos elementos achados nesse Peugeot 607, em particular um cigarro já consumido, teriam podido fazer explodir um dos bujões de butano e desencadear a deflagração do veículo.

As três principais suspeitas, Inès Madani, de 19 anos, Sarah H., de 23, e Amel S., de 39 - descritas como "radicalizadas" pelo ministro do Interior, Bernard Cazeneuve -, foram detidas ontem quando saíam do domicílio da mais velha delas em Boussy Saint Antoine, 25 quilômetros ao sul de Paris.

Os serviços secretos que as investigavam com escutas telefônicas as localizaram e as cercaram quando tiveram a convicção que tinham "um projeto de ação violenta terrorista iminente".

Quando as três mulheres se deram conta da vigilância de policiais à paisana, Sara H. cravou uma faca de 20 centímetros no ombro de um dos agentes que estava em um carro camuflado e Inès Madani tentou o mesmo com outro, que reagiu tirando sua arma e a feriu na perna.

Nesta manhã também foi detida em Clichy-sous-Bois, no subúrbio norte de Paris, uma filha de Amel S. que ainda não completou 16 anos, mas que os investigadores suspeitam que também esteve implicada nos preparativos terroristas.

Tanto Inès Madani, que é filha do proprietário do Peugeot 607 e estava em paradeiro desconhecido desde o fim de semana, como Sara H. estavam fichadas pelos serviços secretos por terem tentado viajar à Síria para integrar-se em grupos jihadistas.

A primeira levava em seu bolso um documento no qual jurava fidelidade ao EI e justificava seus projetos violentos para vingar a morte do conhecido como "ministro dos atentados" da organização terrorista, Abu Mohammed Al Adnani, abatido recentemente em um bombardeio perto de Aleppo, na Síria.

Sara H., que tinha um testamento em seu nome em sua casa, acumulava, apesar de sua juventude, uma significativa lista de relações com terroristas franceses.

Foi sucessivamente a namorada de Larossi Abballa, que em junho assassinou em seu domicílio de Magnanville, na região de Paris, um casal de funcionários da polícia; e de Adel Kermiche, o jovem que no último dia 26 de julho matou junto a outro jihadista um padre em uma igreja de Saint Étienne du Rouvray, na Normandia.

Sara H. estava agora comprometida com Mohammed Lamine Aberouz, detido ontem em Le Mureaux, outra cidade da periferia parisiense, e que também está fichado pelos serviços secretos. O irmão deste está preso por seus vínculos com Larossi Abballa desde o crime de Magnanville.

As detenções na investigação sobre este atentado frustrado tinham começado na terça-feira, com um jovem casal originário da cidade de Montargis, no centro da França, capturado em uma área de estrada perto de Orange (sudeste) quando circulavam com seus filhos aparentemente em direção à Espanha.

No dia seguinte os detidos foram um casal de conhecidos do primeiro, igualmente de Montargis, mas que foram postos em liberdade já nesta sexta-feira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos