Grande incêndio segue ativo no Algarve e mobiliza mais de 600 bombeiros

Lisboa, 9 set (EFE).- Mais de 600 bombeiros continuam nesta sexta-feira os trabalhos de extinção do incêndio florestal que se mantém ativo na região do Algarve, ao sul de Portugal, que já calcinou mais de 2.000 hectares.

Segundo os dados da Autoridade Nacional de Defesa Civil (ANPC), o fogo exige a atuação de cerca de 630 bombeiros e outros soldados, apoiados por duas centenas de veículos terrestres, quatro helicópteros e dois aviões.

Este incêndio, que se iniciou na serra de Monchique no sábado passado, foi dado por controlado na segunda-feira, mas se reavivou 48 horas depois.

As chamas e a intensa fumaça na região provocaram na quinta-feira a evacuação das cidades de Carriçal, Moinho da Rocha e Tabual, assim como a desocupação de um hotel.

No total, quase 2.500 bombeiros e outros soldados trabalham em todo o território português para sufocar os 78 incêndios florestais declarados no país.

Além das chamas de Monchique, existem outros três incêndios que a ANPC classifica como "grandes" e que permanecem ativos em solo português.

Portugal é o país da Europa mais afetado neste verão pelos incêndios e no início de agosto sofreu uma onda de incidentes que afetou especialmente a metade norte do país e o arquipélago da Madeira, calcinando mais de 100.000 hectares de massa florestal em apenas dez dias.

Neste ano, a Polícia Judicial portuguesa deteve 67 pessoas como supostas autoras de incêndios florestais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos