Guarda Costeira dos EUA repatria 85 cubanos interceptados no mar

Miami (EUA), 9 set (EFE).- A Guarda Costeira americana repatriou nesta semana 85 imigrantes cubanos que tentaram chegar ilegalmente ao país por mar e que foram interceptados em oito operações distintas em águas do estreito da Flórida, informou besta sexta-feira essa instituição.

Na segunda-feira passada, foram repatriados 14 cubanos, outros 25 na quarta-feira e 46 na quinta-feira, afirmou em comunicado a Guarda Costeira.

"Fazemos um chamado para que os cubanos não tentem chegar aos EUA por mar, já que arriscam a vida e tem poucas chances de êxito", disse Mark Gordon, chefe do sétimo distrito da Guarda Costeira.

Gordon insistiu que "a navegação por águas do estreito da Flórida podem ser extremamente perigosas para as viagens ilegais e, frequentemente, conduz a uma tragédia na qual há mortos ou feridos".

Nos Estados Unidos rege para os cubanos a lei conhecida como "pés secos, pés molhados", que permite que fiquem no país todos aqueles que alcançam tocar terra americana, embora façam de forma ilegal, e passado um ano podem solicitar permissão de residência permanente.

As autoridades americanas repatriam, por outro lado, os cubanos que são interceptados antes de chegar ao território nacional.

Desde o primeiro de outubro de 2015, pelo menos 6.550 cubanos tentaram emigrar aos Estados Unidos por mar, comparados com os 4.473 contabilizados em todo o ano passado fiscal.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos