EI reivindica duplo atentado com 12 mortos em Bagdá

Bagdá, 10 set (EFE).- O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) reivindicou a autoria do duplo ataque na noite de sábado no centro comercial Al Najil, no leste de Bagdá, e que causou pelo menos 12 mortos, segundo o canal de propaganda na web Amaq, filiado aos jihadistas.

Na reivindicação os jihadistas assumem "duas operações de martírio consecutivas (executadas) com um cinturão com explosivos e um carro-bomba contra um grupo de xiitas na rua Palestina de Bagdá".

Uma fonte da Polícia disse anteriormente à Efe que pelo menos 12 pessoas morreram e outras 30 ficaram feridas nas duas explosões, registradas pouco antes da meia-noite de ontem.

Segundo a fonte, um dos ataques foi cometido com um carro-bomba, perto da entrada do centro comercial, situado na rua Palestina, e poucos minutos depois, outro veículo carregado de explosivos explodiu debaixo de uma ponte próxima ao centro comercial.

Nestes dias, os mercados de Bagdá ficam cheios de noite, devido às altas temperaturas diurnas e por causa da proximidade da festividade muçulmana do Eid al-Adha (Festa do Sacrifício), que começa na segunda-feira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos