Oposição ainda estuda acordo de cessar-fogo alcançado para guerra na Síria

Cairo, 10 set (EFE).- A Comissão Suprema das Negociações (CSN) síria está realizando consultas e estudando o acordo de cessar-fogo alcançado na noite de sexta-feira pelos EUA e Rússia, cujo sucesso dependerá dos detalhes do pacto, disse à Agência Efe um membro da aliança opositora.

Basma Qadmani explicou que a comissão que representou os opositores políticos e armados nas últimas negociações "recebeu com grande interesse" o acordo para uma trégua na Síria, mas ainda não conhece os detalhes do mesmo.

"Os detalhes definirão as oportunidades de sucesso do acordo", reforçou, destacando que o mesmo deve ser "sério".

A CSN está à espera de comprovar "a credibilidade dos mecanismos de aplicação" que ainda não foram revelados.

"A Rússia tem a total capacidade para obrigar o regime (sírio) a cumprir com o cessar-fogo, já que se os aviões de guerra russos pararem seus ataques (na Síria), o regime não poderá efetuar nenhuma operação militar", destacou a representante opositora.

Neste momento, "a Rússia tem que demonstrar que (sua postura) é séria e veraz, e deseja pôr fim ao estado de guerra na Síria", acrescentou Qadmani em uma conversa telefônica.

EUA e Rússia anunciaram um acordo para uma nova cessação das hostilidades na Síria, que compreenderá a cessação total de todas as operações de combate, incluindo os bombardeios aéreos.

O cessar-fogo entrará em vigor em 12 de setembro e a ajuda humanitária deverá começar a entrar de forma regular a todas as localidades assediadas na Síria, o que junto com a redução da violência é condição para que a oposição síria se reincorpore às negociações de paz.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos