Seul e Washington buscam restos radioativos do teste nuclear norte-coreano

Seul, 10 set (EFE).- Coreia do Sul e Estados Unidos começaram hoje a buscar rastros de radionucleídeos (partículas radioativas) ou materiais radioativos como o gás xenônio procedentes do último teste nuclear norte-coreano, o mais potente até o momento.

"A equipe de investigação se dedicará a coletar e analisar a exposição de radionucleídeos na água e na atmosfera", disseram fontes militares de Seul à agência sul-coreana "Yonhap".

As autoridades esperam que o recolhimento das amostras ajude a analisar a composição das substâncias nucleares empregadas no teste atômico da Coreia do Norte.

A Força Aérea da Coreia do Sul posicionou aviões de combate ligeiros equipados com detectores de radionucleídeos para medir o nível de exposição na atmosfera na província nordeste de Gangwon, a cerca de 120 quilômetros a leste de Seul.

Além disso, a Marinha sul-coreana finaliza o envio de uma frota com detectores deste tipo de partículas ao Mar do Japão (mar do Leste).

As mostras serão enviadas ao Instituto Coreano de Segurança Nuclear, assim como a instituições de pesquisa nuclear da Coreia do Sul, onde examinarão em particular se a Coreia do Norte usou urânio altamente enriquecido em sua última detonação.

Os Estados Unidos enviarão um avião especializado WC-135 para captar este tipo de amostra, que estava em espera na base área japonesa de Okinawa (sul do arquipélago japonês), e que procurará amostra do ar na região do Mar do Japão, até onde chegam rajadas procedentes do complexo de teste atômicos norte-coreano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos