Supostos membros do Abu Sayyaf sequestram 3 pescadores na Malásia

Bangcoc, 11 set (EFE).- Três pescadores foram sequestrados no litoral do estado malaio de Sabah, na ilha de Bornéu, por um grupo de homens armados suspeitos de pertencer ao grupo terrorista filipino Abu Sayyaf, ativo nesta região, informou hoje a imprensa local.

O sequestro aconteceu perto de um complexo turístico de Semporna e foi confirmado para as autoridades malaias pelo dono da embarcação, segundo o jornal "The Star".

A ação foi realizada por sete homens que fugiram com três dos 11 tripulantes do pesqueiro rumo ao arquipélago de Tawi-Tawi, no sul das Filipinas, onde o Abu Sayyaf tem um de seus quartéis-generais.

O fato aconteceu dois dias depois que o Comando de Segurança de Sabah Oriental realizou uma vasta operação contra o contrabando além da fronteira.

As autoridades malaias tinham elevado o alerta na região perante a ofensiva do Exército filipino contra o Abu Sayyaf na ilha de Jolo.

Um grupo de ex-combatentes da guerra do Afeganistão contra a União Soviética fundou o Abu Sayyaf em 1991 e desde então lhe são atribuídos atentados violentos e vários sequestros com os quais se financia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos