Ataque frustado do EI no norte do Iraque termina com 78 jihadistas mortos

Mossul (Iraque), 13 set (EFE).- Pelo menos 78 membros do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) morreram após as forças iraquianas repelirem nesta terça-feira um amplo ataque com suicidas que pretendia retomar a zona Al Qayara, no norte do Iraque.

O porta-voz do Comando das Operações para a libertação da província de Ninawa, na qual fica Al Qayara, coronel Feras Sabri, informou à Agência Efe que o ataque foi lançado ontem à noite por mais de 150 combatentes do EI.

Esta operação para recuperar Al Qayara, região arrebatada no final de agosto, foi denominada pelos extremistas "Invasões da morte".

Suicidas ao volante de carros-bomba atacaram as unidades das Divisões 71 e 91 do Exército e os batalhões de emergência da Polícia de Ninawa nas aldeias de Zaizia, Al Shibani e Al Houd, situadas ao sul e ao leste de Al Qayara.

As tropas iraquianas conseguiram destruir cinco desses veículos antes que detonassem em seu alvo, enquanto outros foram bombardeados pelos aviões de guerra iraquianas e da coalizão internacional.

Sabri considerou que esta ofensiva é "uma tentativa desesperada" por parte do EI, após ter perdido terreno na zona e especialmente Al Qayara, que era "sua primeira linha defensiva" antes de Mossul, capital de Ninawa e bastião dos jihadistas.

Al Qayara, que esteve mais de dois anos em mãos do EI, até 25 de agosto, é estratégica por ser a porta a Mossul e por ser uma zona rica em petróleo, de cuja exploração e venda os extremistas obtinham financiamento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos