Exército sírio denúncia violações da trégua por grupos armados

Beirute, 13 set (EFE).- O Exército sírio denunciou nesta segunda-feira várias violações da trégua iniciada ontem no país por parte de grupos armados em distintas partes do território, segundo a agência de notícias oficial "Sana".

Fontes militares, citadas pela agência, assinalaram que hoje, por volta das 1h (horário local, 19h de ontem), organizações armadas lançaram bombas contra posições militares na área das academias militares no bairro de Al Ramuza, no sul da cidade de Aleppo (norte).

Um ataque similar aconteceu na mesma hora nas proximidades da área de Castelo, ao norte do mesmo povoado.

Antes da meia-noite, grupos armados dispararam com metralhadoras contra pontos militares em Kafranan e em uma estrada na província de Aleppo, disseram as fontes, que não informaram de vítimas.

O Comando Supremo das Forças Armadas sírias anunciou na segunda-feira o começo de um cessar-fogo às 19h (horário local, 13h em Brasília), que durará sete dias.

A trégua foi aceita pela Coalizão Nacional Síria (CNFROS), principal aliança política opositora, e pelo Exército Livre Sírio (ELS). O Observatório Sírio de Direitos Humanos não documentou a morte de nenhuma pessoa desde o início do cessar-fogo, onde se instalou uma relativa calma na maior parte do território.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos