Obama deve vetar projeto de lei que denunciaria a Arábia Saudita pelo 11/9

Washington, 13 set (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, planeja vetar um projeto de lei aprovado pelo Congresso para que as vítimas do 11 de setembro possam processar a Arábia Saudita por suposto envolvimento nos atentados.

O projeto de lei, aprovado por unanimidade nas duas câmaras, permitiria que a Justiça americana ignorasse a imunidade de jurisdição (o dever de não denunciar judicialmente os Estados estrangeiros) em casos de ataques terroristas em suas próprias fronteiras, como o 11 de setembro.

"O presidente está convencido disso, e posso antecipar que ele vetará o projeto de lei quando for apresentado", disse o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest.

Earnest alertou para as consequências não só para a diplomacia americana, mas também para as empresas e para a segurança nacional, que este projeto promovido por congressistas democratas e republicanos se transforme em lei.

A partir da aprovação do projeto no Congresso (na última sexta-feira), Obama tem dez dias úteis para exercer seu poder de veto.

Nesse caso, o projeto de lei voltaria ao Congresso, que poderia anular o veto presidencial se dois terços dos congressistas em cada câmara votam nesse sentido e então se transformaria diretamente em lei.

Há muitos que argumentam que os atentados do 11 de setembro de 2001, onde morreram quase 3 mil pessoas, se orquestraram com apoio de terroristas sauditas aos da Al Qaeda, embora essa conexão nunca foi provada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos