Dilma afirma que denúncia contra Lula pretende "impedir" sua candidatura

Rio de Janeiro, 14 set (EFE).- A ex-presidente Dilma Rousseff rotulou de "lamentável" a denúncia apresentada nesta quarta-feira contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por corrupção e lavagem de dinheiro e considerou que esta tem o objetivo de "impedir" sua candidatura nas próximas eleições presidenciais.

"É evidente que esta denúncia atende ao objetivo daqueles que pretendem impedir sua candidatura em 2018", escreveu Dilma em sua conta no Twitter poucas horas depois de saber da decisão do Ministério Público.

O procurador Deltan Dallagnol, coordenador da Força Tarefa do Ministério Público Federal na Lava Jato, acusou Lula nesta quarta-feira de ser o "comandante máximo" da rede de corrupção na Petrobras.

Com sua afirmação, Dilma respaldou as declarações feitas pelos advogados do ex-presidente que, após tomarem conhecimento da decisão da procuradoria, ressaltaram que a denúncia responde a uma "intenção real" de afastar seu cliente da corrida eleitoral nos próximos pleito presidenciais.

"Mais uma vez, a democracia é ferida. Mais uma vez, grave injustiça é cometida sem fundamentos reais. Agora, o alvo é o ex-presidente Lula", acrescentou Dilma.

As acusações por corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro atingem Lula, sua esposa, Marisa Letícia, e outras sete pessoas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos