Londres destaca diálogo com Buenos Aires sem afetar soberania de Malvinas

Londres, 14 set (EFE).- O Reino Unido e a Argentina fecharam um acordo de cooperação em áreas de interesse comum, mas sem que isto afete a soberania britânica das Ilhas Malvinas, ressaltou o Ministério das Relações Exteriores em Londres nesta quarta-feira.

Em comunicado divulgado pelo Foreign Office, o secretário de Estado britânico para América, Alan Duncan, que ontem visitou Buenos Aires, afirmou que os dois países acordaram um primeiro passo positivo sobre assuntos que afetam o Atlântico Sul. Duncan, que se reuniu com o presidente da Argentina, Mauricio Macri, ressaltou que o acordo não tem impacto na soberania das Malvinas e que o governo está comprometido em respeitar os direitos dos moradores de lá.

"O Reino Unido e a Argentina estão construindo uma relação positiva baseada em áreas nas quais claramente estamos de acordo. Nos últimos dois dias, mantive reuniões que ajudaram a alcançar estes acordos. O Reino Unido e a Argentina têm uma ampla relação que vai além de suas diferenças. Para mim, está claro que a Argentina está aberta aos negócios", disse o político, que destacou que os dois países podem conseguir avanços através do diálogo.

A Argentina e o Reino Unido acertaram ontem em Buenos Aires estabelecer um "diálogo" para "melhorar a cooperação" em todos os assuntos "de interesse recíproco" do Atlântico Sul, onde estão as Malvinas, sob o domínio britânico, mas cuja soberania é reivindicada pela Argentina.

A Chancelaria argentina divulgou um longo comunicado conjunto elaborado após a visita de Alan Duncan a Buenos Aires.

"Em um espírito positivo, ambas as partes acordaram estabelecer um diálogo para melhorar a cooperação em todos os assuntos do Atlântico Sul de interesse recíproco", destacou a nota, que fez referência à necessidade de trabalhar conjuntamente em áreas como a pesca, a navegação e os hidrocarbonetos.

Reino Unido e Argentina se enfrentaram, em 1982, em um conflito armado pela posse das Ilhas Malvinas, que terminou com a vitória das forças britânicas. As relações entre os dois países se deterioraram durante o mandato de Cristina Kirchner, mas o atual governo de Macri procura impulsionar os vínculos bilaterais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos