Venezuela diz que veto a sua presidência do bloco viola legalidade

Caracas, 14 set (EFE).- A ministra das Relações Exteriores venezuelana, Delcy Rodríguez, rejeitou nesta quarta-feira o veto à presidência pro tempore do Mercosul feito a seu país e estipulado pelos fundadores do bloco, que decidiram assumi-la conjuntamente, e afirmou que essa decisão viola a legalidade.

"Venezuela, em exercício pleno da presidência pro tempore do Mercosul, e em resguardo de seus tratados, rejeita declaração Tríplice Aliança (...)", afirmou a chanceler venezuelana em sua conta no Twitter em referência à decisão de Argentina, Brasil e Paraguai.

"Esta declaração da Tríplice Aliança a do governo de Argentina, Paraguai e de fato do Brasil, vulnera a legalidade da organização", escreveu ela.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos