Assessora diz que Hillary volta hoje à campanha: "não há um minuto a perder"

Washington, 15 set (EFE).- A candidata democrata à Casa Branca, Hillary Clinton, retoma nesta quinta-feira a campanha eleitoral após três dias de repouso por prescrição médica depois de ter sido diagnosticada com pneumonia e, segundo Maya Harris, uma de suas assessoras políticas, a aspirante "acredita que não há um minuto a perder".

"Ela se sente muito bem, está feliz em voltar à campanha e fará um discurso na noite de hoje ainda. Depois, retoma as viagens pelo país", explicou nesta quinta-feira Harris em entrevista coletiva em Washington, por ocasião da participação da ex-secretária de Estado na festa desta noite do Instituto do Caucus Hispânico do Congresso (CHCI).

"Ninguém se surpreendeu quando ela disse que voltaria ao trabalho, inclusive depois de ser diagnosticada com pneumonia, porque temos que seguir adiante", acrescentou Harris.

Segundo reiterou a assessora política de Hillary, a candidata democrata "acredita que não há um minuto a perder".

"Ela pensa no que está em jogo nestas eleições, realmente não quer ter um minuto de descanso porque quer deixar claro tudo o que envolve estas eleições, qual é seu compromisso e sua missão em comparação com o que é contado do outro lado", disse em referência a seu rival republicano, Donald Trump.

Hillary fará hoje primeiro um comício de campanha em Greensboro (Carolina do Norte) e depois viajará à capital americana para dar um discurso perante o CHCI por conta do começo do Mês da Herança Hispânica, uma festa na qual também participará o presidente americano, Barack Obama.

"Estamos muito felizes de tê-la outra vez, embora não haja ninguém mais feliz do que ela por poder voltar", insistiu a assessora.

Harris adiantou que Hillary destacará nesta noite as contribuições da comunidade latina ao país e reiterará que os "Estados Unidos são mais forte se for um lugar inclusivo".

Assim mesmo, abordará a importância de "manter as famílias unidas" ao invés de "ficarmos uns contra os outros e ampliar a divisão", acrescentou.

"Vai ser muito claro este contraste entre sua visão e a perigosa agenda de Donald Trump, além de delinear alguns dos passos que tomará para fazer com que os latinos tenham um futuro mais brilhante neste país", disse.

Hillary tirou três dias de descanso no meio da campanha eleitoral depois que no domingo passou mal durante a cerimônia dos atos comemorativos dos atentados de 11 de setembro em Nova York.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos