Congresso dos EUA aprova projeto de lei contra transferências de Guantánamo

Washington, 15 set (EFE).- A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou nesta quinta-feira um projeto de lei que priva de fundos e bloqueia todas as transferências de presos da Base Naval de Guantánamo, no sudeste de Cuba.

O projeto de lei foi aprovado com 244 votos a favor e 174 contra, com um majoritário apoio republicano.

A proposta, que seguramente será rejeitada pelo Senado e que o presidente Barack Obama prometeu vetar, bloqueia as transferências tanto aos Estados Unidos (já suspensas pelo Legislativo) como a terceiros países.

A legislação é apresentada um mês depois que a Casa Branca anunciou a transferência aos Emirados Árabes Unidos de um grupo de 15 detidos que tinham o sinal verde do governo há anos.

Obama, que desde 2008 prometeu que fechará a prisão para suspeitos de terrorismo que os EUA mantêm na base militar de Guantánamo, reduziu a população carcerária até 61 detidos, dos quais 20 têm sinal verde para serem transferidos a qualquer momento.

O debate do projeto de lei aconteceu um dia depois que o Escritório do Diretor de Inteligência revelou que, durante o mandato de Obama, nove libertados de Guantánamo se uniram a grupos armados para combater os interesses americanos, 5,6% dos 161 transferidos pela Administração Obama.

Seu antecessor, o presidente George W. Bush, transferiu 532, com 21,2% deles se juntando a grupos insurgentes radicais depois que foram colocados em liberdade.

Em entrevista coletiva hoje, o porta-voz do Pentágono, Peter Cook, afirmou que o secretário de Defesa, Ashton Carter, não considera aceitável que 5,6% dos libertados retornem aos grupos radicais e que seguirá garantindo em suas autorizações de transferências que se cumprem os requisitos para evitar estes fatos.

Uma vez que se transfira todos aqueles detidos que os Estados Unidos não consideram um perigo, ainda sobrará um grupo que está pendente de julgamento ou que é considerado perigoso, motivo pelo qual precisariam ser transferidos para algum centro penitenciário do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos