Muçulmanos concluem ritos da peregrinação anual a Meca

Riad, 15 set (EFE).- Os fiéis muçulmanos que realizaram esta semana a peregrinação à cidade de Meca, na Arábia Saudita, concluíram nesta quinta-feira os ritos que compõem o "hajj" e se dispõem a deixar o local sagrado, após cinco dias.

Os peregrinos realizam hoje o último rito na Grande Mesquita de Meca, onde encerram o "hajj" dando as tradicionais voltas na "Caaba", o altar em que fica a pedra negra que os muçulmanos consideram um pedaço do paraíso.

As autoridades da Arábia Saudita, encarregadas de organizar a peregrinação e garantir sua segurança, destacaram que o evento deste ano é o "mais bem-sucedido".

O Ministério da Saúde saudita informou que não há registro de nenhuma epidemia ou doença que tenha se propagado entre os mais de 1,3 milhão de peregrinos vindos de todo o mundo.

Durante os últimos dias, o departamento atendeu mais de 400 mil pessoas e distribuiu mais de 690 mil vacinas contra meningite e pólio.

O príncipe de Meca e presidente do Comitê Central da Peregrinação, Khaled al Faiçal, disse hoje em entrevista coletiva que o sucesso do "hajj" se deve à firmeza na gestão da peregrinação.

Faiçal ressaltou que os ritos se desenvolveram sem nenhum incidente e isto "constitui uma resposta a todas as mentiras contra a Arábia Saudita, dos que têm ódio e duvidavam da capacidade do reino de servir aos peregrinos".

O príncipe se referiu ao pedido do Irã de reconsiderar a administração da peregrinação por parte de Riad devido "ao comportamento repressivo que os governantes da Arábia Saudita aplicam contra os peregrinos".

Teerã culpou as autoridades sauditas pela morte de quase 500 peregrinos iranianos no ano passado em uma confusão durante a peregrinação, na qual mais de 1.700 pessoas morreram pisoteadas, segundo cálculos da Efe.

Por isso, este ano os organizadores estabeleceram severas normas de segurança e vigilância para evitar aglomerações e melhorar a circulação dos fiéis, que desde o sábado passado realizaram ritos, acamparam e se deslocaram em uma área de vários quilômetros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos