Argentina detém foragido acusado de pertencer a cartel de drogas mexicano

Buenos Aires, 16 set (EFE).- A Polícia Federal da Argentina (PFA) prendeu em San Miguel de Tucumán, no norte do país, um homem de 66 anos acusado de pertencer ao cartel de Juárez, no México, e sobre quem pesava uma circular vermelha de Interpol após ser investigado pelos Estados Unidos, informaram nesta sexta-feira fontes oficiais.

Concretamente, efetivos da Agência Regional Federal de Tucumán detiveram o argentino Hugo Menéndez, que, segundo as investigações, tinha tentado introduzir aproximadamente US$ 20 milhões no sistema financeiro argentino, uma quantia que era produto da venda de entorpecentes pela organização criminosa de origem mexicana.

O Ministério de Segurança argentino afirmou em comunicado que as investigações revelaram que o foragido tinha participado de reuniões com investidores mexicanos na cidade de Mar del Plata, na província de Buenos Aires.

As investigações terminaram com as buscas realizadas em um imóvel localizado em San Miguel de Tucumán, onde Menéndez foi detido. Uma circular vermelha de Interpol foi emitida contra o detido depois que ele foi investigado pela Administração para o Controle de Drogas dos Estados Unidos (DEA, sigla em inglês) na denominada "Operação Casablanca".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos