Ex-namorado de filha de Whitney Houston é responsabilizado por sua morte

Atlanta (EUA), 16 set (EFE).- Um juiz da Geórgia, nos Estados Unidos, considerou nesta sexta-feira Nick Gordon como "legalmente responsável" pela morte de sua ex-namorada, Bobbi Kristina Brown, filha da falecida cantora Whitney Houston.

O processo civil foi apresentado pela tutora de Bobbi contra o namorado da jovem por este ter supostamente lhe fornecido um "coquetel tóxico" de drogas e tê-la abandonado na banheira, informaram veículos de imprensa locais.

O juiz do condado de Fulton, em Atlanta, na Geórgia, tomou a decisão à revelia de Gordon, que não compareceu às audiências.

Os representantes da filha de Whitney Houston exigem de Gordon o pagamento de uma indenização de US$ 50 milhões por danos e prejuízos, assim como a devolução de objetos que eram de propriedade da filha da cantora.

Bobbi Kristina Brown, de 22 anos, foi encontrada inconsciente na banheira de sua casa em Roswell, na Geórgia, em 31 de janeiro de 2015 por Nick Gordon.

A jovem morreu em 26 de julho do ano passado em um centro de cuidados paliativos em Atlanta após passar seis meses em coma.

De acordo com documentos apresentados ao tribunal por Bedelia C. Hargrove, que figura como tutora e amiga da falecida, Gordon deu a Bobbi um "coquetel tóxico" e a colocou em uma banheira com água gelada.

O casal, que formalizou sua relação após a morte de Whitney Houston, teve vários incidentes de violência doméstica no passado.

Bobbi Kristina era a única filha do casamento entre os cantores Bobby Brown e Whitney Houston, que morreu em fevereiro de 2012 aos 48 anos afogada na banheira de um hotel em Beverly Hills.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos