Jordaniano morre em Jerusalém após atacar agentes com faca, segundo Polícia

Jerusalém, 16 set (EFE).- Um jovem jordaniano morreu nesta sexta-feira em Jerusalém baleado por policiais israelenses depois que supostamente lhes atacou com uma faca perto da muralha da Cidade Antiga, informou a Polícia local.

O fato aconteceu no Portão de Damasco, principal acesso ao bairro muçulmano da cidadela, na hora das orações da sexta-feira, dia de descanso semanal no Islã.

"O jovem, de cerca de 20 anos, tentou atacar os agentes com uma faca", diz o comunicado policial, completando que ele "tinha passaporte jordaniano" e que "se era também palestino ainda está sob investigação".

Horas antes, meios de comunicação locais informaram que um palestino tinha morrido em uma operação militar no distrito de Hebron, no território ocupado da Cisjordânia.

O jovem, de 21 anos, era alvo de uma operação na cidade de Beit Ola e, segundo fontes militares, os soldados que iam detê-lo atiraram contra ele quando tentou fugir.

Os soldados abriram fogo contra e ele e o feriram, depois do que foi retirado do local, afirmou a edição digital "Ynet".

Israel notificou o fato ao Ministério da Saúde palestino, que por enquanto não confirmou a morte do jovem.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos