Manifestantes pró-governo tentam impedir entrada de ajuda em Aleppo

Beirute, 16 set (EFE).- Manifestantes dos povos de maioria xiita de Nubul e Zahra se dirigem nesta sexta-feira para a estrada conhecida como Castello, no norte de Aleppo, para impedir a entrada de um comboio de ajuda humanitária nos bairros sitiados da capital homônima da região, segundo informações dos ativistas.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH) disse que os participantes da manifestação se queixam do envio de assistência aos distritos sitiados em Aleppo, sob controle opositor e rodeados pelo regime, e que não mandam ajuda para as localidades de Fua e Kefraya.

Estes duas aldeias vizinhas da província de Idlib, de maioria xiita, estão cercadas pela Frente da Conquista do Levante (antiga filial da Al Qaeda) e seus aliados.

O OSDH apontou que os manifestantes pretendem bloquear a chegada da ajuda a Aleppo a menos que haja um compromisso para o envio de assistência a Fua e Kefraya.

Está prevista a entrada de um comboio humanitário da ONU às zonas sitiadas de Aleppo.

Um total de 40 caminhões com ajuda aguardam na fronteira sírio-turca para entrar em Aleppo, mas só o farão assim que tiverem garantias de segurança.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos