Obama se reúne com sua equipe de segurança para falar do EI e da Síria

Washington, 16 set (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, manteve um encontro nesta sexta-feira com o Conselho de Segurança Nacional (NSC, sigla em inglês) para falar sobre os avanços na guerra contra o Estado Islâmico (EI) e sobre o conflito na Síria.

"O presidente foi informado dos múltiplos avanços contra o EI que a coalizão realizou no campo de batalha do Iraque e da Síria", assinalou o NSC em comunicado.

Nessa reunião, a equipe de segurança explicou a Obama que o governo iraquiano já conseguiu "recuperar" mais da metade do território que um dia esteve controlado pelo EI no país.

A equipe também informou ao presidente que os "aliados" dos americanos no norte da Síria, entre eles as milícias curdas, "fecharam o acesso do EI à fronteira com a Turquia e o mundo exterior".

Obama "ordenou" a sua equipe de segurança o "planejamento de operações" junto aos aliados que combatem no Iraque e na Síria para aproveitar o "momento" de fraqueza dos jihadistas e gerar "maior pressão" sobre eles.

Em relação ao conflito interno na Síria, Obama expressou sua "profunda preocupação" que, "apesar da redução da violência no país", o governo de Bashar al Assad "continue bloqueando o fluxo de ajuda humanitária".

Além disso, o NSC enfatizou que os Estados Unidos não procederão com o estipulado com a Rússia até que sejam cumpridos "sete dias seguidos de redução da violência e de acesso à ajuda humanitária".

A Síria é palco de uma trégua estipulada por EUA e Rússia desde o dia 12 de setembro, que se prolongará até o próximo domingo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos