Rússia aceita prolongar trégua por 3 dias, mas quer EUA pressionando rebeldes

Moscou, 16 set (EFE).- A Rússia se mostrou disposta nesta sexta-feira a prolongar por mais 72 horas a trégua na Síria, mas quer que os Estados Unidos pressionem os grupos opositores que violam continuamente o cessar-fogo.

"Estamos dispostos a prolongar por outras 72 horas a cessação das hostilidades. Mas esperamos dos EUA medidas firmes sobre os grupos armados sob seu controle", disse o general Victor Poznijir, subchefe do Departamento de Operações do Estado-Maior russo, a veículos de comunicação locais.

O general russo ressaltou que o objetivo é que esses grupos opositores "cumpram de maneira estrita o acordo de 9 de setembro".

"No pior dos casos, a situação pode sair de controle", alertou.

Poznijir ressaltou que "a parte russa, apesar das várias violações e da falta de progresso na separação da Frente al Nusra da oposição moderada, faz todo o possível para cumprir os acordos alcançados em Genebra" com os EUA.

Por sua parte, o ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, destacou que a separação desses grupos armados é "prioritária" nas relações com os EUA.

Por isso, denunciou em conversa telefônica com o secretário de Estado americano, John Kerry, que a lista de grupos que se comprometeram com Washington para respeitar a trégua inclui várias organizações "abertamente terroristas".

Já o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, garantiu que Moscou está disposto a exercer sua influência sobre o regime do presidente sírio, Bashar al Assad, para que cumpra o acordo de cessar-fogo.

"Esperamos que os colegas americanos façam o mesmo", acrescentou.

A Rússia sustenta que o exército sírio é o único ator do conflito que está cumprindo com todo rigor o cessar-fogo.

"Caso os terroristas tentem atacar às tropas sírias, estas tem direito a adotar medidas de resposta", acrescentou Porznijir.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos