Grupo jihadista Abu Sayyaf liberta refém norueguês no sul das Filipinas

Manila, 17 set (EFE).- O grupo jihadista Abu Sayyaf libertou o refém norueguês Kjartan Sekkingstad, sequestrado há quase um ano na ilha de Samal, no sul das Filipinas, informou neste sábado a imprensa local.

Sekkingstad, de 57 anos, foi deixado ontem na ilha de Jolo, a 900 quilômetros a sudoeste de Samal, após o pagamento de 30 milhões de pesos (US$ 627 mil), ainda de acordo com jornais do país.

No entanto, o presidente filipino, Rodrigo Duterte, falou que o valor chegou pago ao Abu Sayyaf, que jurou lealdade ao Estado Islâmico (EI), chegou a 50 milhões de pesos (mais de US$ 1 milhão).

O norueguês foi entregue na residência do governador da província de Sulu, Sakur Tan, segundo fontes militares citadas pelo portal de notícias "Rappler".

O grupo jihadista exigia 300 milhões de pesos filipinos (US$ 6,4 milhões) pela libertação de Sekkingstad.

O norueguês, os canadenses Robert Hall e John Ridsdel e a filipina Marites Flor foram capturados pelo Abu Sayyaf em 21 de setembro de 2015 em um complexo de hoteis da ilha de Samal.

Ridsdel e Hall foram decapitados em abril e junho, quando expirou o prazo dado para o pagamento do resgate, e Marites Flor foi libertada em junho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos