Colégios eleitorais abrem em Moscou para eleições legislativas

Moscou, 18 set (EFE).- Os colégios eleitorais abriram neste domingo em Moscou e na região central de todo o país para eleições legislativas nas quais 110 milhões de russos foram convocados para escolher uma nova Duma (Câmara Baixa).

As urnas abriram nesta região às 8h (horário local, 2h de Brasília), nove horas depois do Extremo Oriente russo.

Como em todo o país, os cidadãos poderão exercer seu direito a voto até as 20h, após o que começa a apuração.

Os primeiros colégios eleitorais a receber os eleitores foram os das regiões de Kamtchatka, Tchukotka e Magadan, que abriram suas portas às 20h do sábado.

Como o território da Rússia tem dez fusos horários, o dia de votação terá uma duração de 21 horas.

Segundo a Comissão Eleitoral Central (CEC) cerca de 96 mil colégios no total se organizaram para este pleito.

O partido do Kremlin, o Rússia Unida, é mais uma vez o grande favorito neste pleito, no qual não se esperam surpresas.

A prioridade das autoridades é garantir que não se repitam os protestos maciços que seguiram ao pleito de 2011, após denúncias de fraude em favor do Rússia Unida, mas também que não haja dúvidas sobre a limpeza do processo, algo ao que se comprometeu a presidente da CEC, ElLa Panfilova.

Pela primeira vez se vota em um pleito russo na Crimeia e na cidade de Sebastopol, dois "entes federais" da Rússia desde a anexação da península em março de 2014.

A participação destes territórios foi denunciada pela Ucrânia, que pediu à comunidade internacional que não reconheça os resultados de lá, enquanto a Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (Osce) e a Comissão Europeia anunciaram que não enviarão observadores a essa região.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos