Não-Alinhados encerram encontro na Venezuela e marcam reunião no Azerbaijão

Isla Margarita (Venezuela), 18 set (EFE).- O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, encerrou na noite deste domingo a 17ª Cúpula do Movimento de Países Não-Alinhados (MNOAL), que aconteceu no país, e anunciou que o Azerbaijão será a sede do próximo encontro do fórum em 2019.

"Dou por aprovado, com as notas devidas, o documento final, a Declaração de Margarita, e dou por encerrado neste momento a cúpula histórica número 17", disse Maduro perante a plenária de chefes de Estado e de governo.

Ele parabenizou seu "irmão" Azerbaijão pela designação como sede da próxima cúpula e indicou que essa nação asiática "se incorpora à troika de direção junto à República Islâmica do Irã", que entregou a presidência trienal do bloco à Venezuela esta semana.

No último dos 85 discursos da plenária, Maduro ressaltou que os princípios da Conferência de Bandung, adotados pelos membros fundadores do movimento em 1955, reviveram na Isla Margarita, onde transcorreram seis dias de reuniões entre ministros, chanceleres e representantes de alto nível de 104 dos 120 países-membros do MNOAL.

O presidente venezuelano pediu aos membros do MNOAL para superar a qualidade e a capacidade de influência na cena global "para atender e resolver os conflitos de caráter mundial e para avançar rumo a um novo sistema das Nações Unidas verdadeiramente democrático, mais equilibrado, ao serviço da paz, e não ao serviço de lobbys".

Neste sentido, ele reiterou que o MNOAL trabalhará para a refundação da Organização das Nações Unidas (ONU) imediatamente, a propósito da Assembleia geral da organização internacional.

"Compartilho a visão de revitalizar nosso Movimento e colocá-lo à altura dos novos desafios que enfrentamos", acrescentou.

Por parte do Azerbaijão esteve na Venezuela o ministro das Relações Exteriores, Elmar Mammadyarov, que ressaltou ontem a necessidade de "manter vivos os princípios de direitos internacionais".

A cúpula do MNOAL voltará a acontecer na Ásia em 2019 depois de que o Irã ocupou a presidência durante os últimos quatro anos, e países como Índia e Indonésia também o fizeram no passado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos