Prefeito de Nova York classifica explosão de "ato deliberado"

Nova York, 17 set (EFE).- O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, qualificou neste sábado como um "incidente muito grave" a explosão que aconteceu na cidade, e confirmou que, inicialmente, a consideram como um "ato deliberado".

As autoridades da cidade informaram que o saldo atualizado de vítimas é de 29 feridos, um deles em estado grave, e asseguraram que não existem ameaças terroristas específicas contra a cidade de parte de algum grupo terrorista.

Em entrevista coletiva na área onde aconteceu a explosão, De Blasio confirmou que a Polícia estava investigando esta noite a possibilidade de uma segunda bomba, a cerca de quatro quadras do lugar onde explodiu a primeira.

O incidente aconteceu às 20h30 (horário local, 21h30 em Brasília) na rua 23, perto da Sexta Avenida, no bairro de Chelsea, segundo confirmou o corpo de bombeiros da cidade.

A Polícia e os bombeiros acham que o artefato, do qual não deram detalhes, estava dentro de uma caçamba de lixo.

"Trata-se de um incidente muito grave", afirmou De Blasio em sua entrevista coletiva, acompanhado por autoridades do Departamento de Polícia de Nova York e do corpo de bombeiros.

A explosão ocorreu horas antes que comecem a chegar à cidade quase cem governantes que participarão a partir da segunda-feira de uma cúpula organizada pela ONU e no debate de alto nível da Assembleia Geral das Nações Unidas.

Entre as personalidades que estarão presentes figura o presidente americano, Barack Obama, que chega à cidade neste domingo.

Perguntado por De Blasio se a explosão desta noite pode ter vinculação com estes atos, o prefeito disse que "é muito cedo para sabê-lo".

Nem De Blasio nem os responsáveis da Polícia e dos bombeiros deram informação sobre as investigações realizadas acerca da possibilidade de que haja outra bomba que não explodiu a cerca de quatro quadras da primeira explosão.

"Ainda está sendo investigado", afirmou, taxativo, o chefe da Polícia da cidade, James O'Neill, que hoje estava completando o primeiro dia nesse posto, em substituição a Bill Bratton.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos