Extensão da trégua na Síria depende da Rússia e dos EUA, diz oposição

Beirute, 19 set (EFE).- Uma hipotética extensão da trégua na Síria, que expirou ontem, depende de uma decisão tomada por Estados Unidos e Rússia, disse nesta segunda-feira à Agência Efe o porta-voz opositor, Riad Agha.

Em uma conversa por telefone, Agha, membro da Comissão Suprema para as Negociações (CNS) - principal aliança opositora síria -, afirmou que são os governos em Washington e Moscou os que devem declarar o encerramento ou o prolongamento do fim das hostilidades, "porque o cessar-fogo foi fruto de um acordo entre ambos os países". Por isso, "nós não anunciaremos nada até que o façam Estados Unidos e Rússia".

O porta-voz se mostrou favorável a uma extensão da trégua "de forma completa, em todas partes e protegendo todos os civis".

"O que tivemos durante a semana passada não foi um cessar-fogo real, já que os bombardeios russos e do regime continuaram, como ocorreu em Aleppo durante o fim de semana passado", disse.

Agha indicou que a CSN mantém atualmente contatos com diferentes países sobre este tema no marco da Assembleia geral da Organização das Nações Unidas (ONU) em Nova York, onde amanhã está previsto que comecem os encontros de alto nível, aonde se transferiu o coordenador geral da CSN, Riad Hijab.

Ontem, expirou o prazo da trégua de uma semana na Síria, onde morreram neste período um total de 110 pessoas nas zonas onde o cessar-fogo estava vigente, segundo a apuração divulgado hoje pelo Observatório Sírio de Direitos Humanos.

O fim do prazo do cessar-fogo aconteceu sem que, por enquanto, nenhuma das partes adversárias, e nem Estados Unidos ou Rússia, tenham declarado seu fim ou um possível prolongamento. No entanto, o Estado-Maior russo acusou hoje à oposição de violar continuamente a cessação das hostilidades e afirmou que, "com essas condições, o cumprimento do cessar-fogo pelas forças governamentais é inútil". EFE

ssa/cdr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos