Facções sírias rejeitam acordo para evacuar bairro assediado de Homs

Beirute, 19 set (EFE).- Cerca de 30 facções sírias rejeitaram o acordo para evacuar o assediado bairro de Al Waer, na cidade central de Homs e rodeado por soldados governamentais, revelou nesta segunda-feira a oposição.

Em comunicado divulgado pela Coalizão Nacional Síria (CNFROS), os grupos rebeldes lembram que para eles "todas as áreas sitiadas são linhas vermelhas", por isso que não permitirão que "nenhum cessar-fogo ou negociações políticas dividam e conquistem estas zonas".

Por isso, advertem que se o regime continuar com suas operações militares para "aterrorizar e pressionar psicologicamente" os civis para que abandonem Al Waer ou qualquer outro lugar, considerarão que o governo de Damasco "acabou com sua aderência a qualquer cessar-fogo".

Em consequência, "os grupos armados retomarão seu direito legítimo de defender os civis das agressões do regime".

A nota está assinada por alguns dos grupo armados mais importantes da Síria, como o Movimento Islâmico dos Livres de Sham (Levante), o Exército do Islã, a Frente do Levante, a União Islâmica dos Soldados de Sham, a Divisão Hamza e o Movimento Nuredin al Zinki, entre outros.

Desta forma, essas facções reagiram ao pacto conseguido em Al Waer entre as autoridades e os rebeldes locais, pelo qual está previsto a evacuação de 200 pessoas desse bairro, entre elas soldados desertores e combatentes opositores.

Espera-se que os evacuados saiam de Al Waer em vários rodízios mediante ônibus que se dirigirão à província setentrional de Idlib, em poder de organizações armadas islâmicas, como a Frente da Conquista do Levante (antiga filial síria da Al Qaeda).

O Observatório Sírio de Direitos Humanos informou hoje que os ônibus tinham chegado já aos arredores de Al Waer e que centenas de moradores tinham se concentrado dentro do distrito, embora a ONG não descarte que a evacuação possa atrasar até esta noite e inclusive amanhã por questões de segurança.

Al Waer é o único bairro que fica em mãos opositoras na população de Homs e, embora em dezembro, já tenha acontecido uma evacuação de mais de 700 pessoas após um pacto entre os rebeldes locais e as autoridades da zona, ainda segue cercado militarmente.

Os preparativos para evacuar Al Waer se produzem depois que a trégua de uma semana na Síria expirou na passada meia-noite, sem que nenhuma das partes adversárias, nem EUA e Rússia, tenham declarado seu fim ou um possível prolongamento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos