Presidente do Irã encontra Fidel e Raúl Castro em sua primeira visita a Cuba

Sara Gómez Armas.

Havana, 19 set (EFE).- O presidente do Irã, Hassan Rohani, se reuniu nesta segunda-feira com o líder cubano Fidel Castro em sua primeira visita oficial a Cuba, onde também realizou conversas oficiais com seu homólogo Raúl Castro, com quem participou da assinatura de um acordo de cooperação em saúde, pesquisa e educação.

Durante sua breve visita, que durará menos de 24 horas, Rohani se reuniu com o líder da revolução cubana, Fidel Castro, de 90 anos e retirado do poder desde 2006, com quem teve uma "fraternal troca" em seu domicílio, segundo indicaram os veículos de comunicação oficiais da ilha.

"O distinto visitante expressou sua satisfação por visitar Cuba e deixou patente sua admiração pela luta, as realizações e sua ajuda desinteressada a outros povos", indicou a nota oficial do encontro com Fidel Castro, que foi visto pela última vez em público no último dia 13 de agosto, por ocasião de seu 90º aniversário.

Fidel Castro e Rohani concordaram em sua análise sobre a complexa situação internacional, a produção de alimentos, a mudança climática, o crescimento da população, a paz e as transformações econômicas e sociais.

Depois, o presidente iraniano se transferiu ao Palácio da Revolução para seu encontro formal com Raúl Castro, com quem teve uma reunião privada de quase duas horas, na qual dialogaram sobre "o bom estado das relações" e ratificaram sua vontade de "continuar desenvolvendo os vínculos de colaboração", segundo destaca a nota oficial do encontro.

Rohani chegou esta manhã a Havana acompanhado de vários ministros de seu gabinete como os titulares de Saúde, Indústria e Mineração, Ciência e Tecnologia, assim como o ministro das Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, que já havia visitado Cuba recentemente.

Os ministros de Saúde de ambos países, o cubano Roberto Morales e o iraniano Seyed Hassan Ghazizadeh, assinaram um memorando de entendimento para a cooperação no campo de saúde, pesquisa, educação, remédios e tecnologia médica.

O presidente iraniano chegou esta segunda-feira a Cuba procedente de Ilha Margarita, na Venezuela, onde participou no final de semana da Cúpula de Países Não-Alinhados, na qual Raúl Castro também esteve presente, e partirá da ilha amanhã para discursar na Assembleia Geral das Nações Unidas em Nova York.

A visita de Rohani à ilha acontece a menos de um mês que seu ministro das Relações Exteriores visitou Cuba e se reuniu com Raúl Castro, junto a quem reafirmou o interesse mútuo de ampliar as relações bilaterais nos setores econômico, comercial, financeiro e de cooperação.

Zarif iniciou em Havana sua primeira viagem pela América Latina - que lhe levou ainda a Venezuela, Nicarágua, Equador, Bolívia e Chile - acompanhado por uma ampla delegação de empresários de áreas como mineração, farmácia, agroalimentação, biotecnologia e energia.

Esta aproximação entre Irã e Cuba se produz em um momento em que ambos países se beneficiam da suspensão de algumas sanções econômicas impostas pelos Estados Unidos, fruto da aproximação diplomática com essa nação.

A visita de Rohani à nação caribenha será seguida pela do primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, que será a primeira de um chefe de governo japonês ao país comunista e durante a qual oferecerá uma provisão de equipamentos médicos como sua ajuda oficial ao desenvolvimento.

No final desta semana também viajará para Cuba o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, após sua passagem pela Assembleia Geral da ONU e de uma visita oficial ao Canadá.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos