Protestos na capital da República Democrática do Congo deixam 17 mortos

Kinshasa, 19 set (EFE).- Pelo menos 17 pessoas, entre elas três policiais, morreram nesta segunda-feira em Kinshasha durante os protestos convocados pela coalizão de oposição "Rassemblement" contra o atraso das eleições presidenciais na República Democrática do Congo, informou o governo do país.

Desde o início da manhã de hoje, os enfrentamentos foram constantes entre polícia e manifestantes que se reuniram em Limete, um dos redutos da oposição na capital, para pedir a renúncia do presidente, Joseph Kabila, e a realização de eleições em dezembro.

"Tivemos que nos defender e defender outros civis", o porta-voz da Polícia da República Democrática do Congo, coronel Muana Mputu, que afirmou que um dos agentes morreu queimado em plena rua.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos