Vídeo do EI mostra assassinato de líder de grupo sírio apoiado pelos EUA

Beirute, 19 set (EFE).- Um vídeo do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) publicado nas últimas horas mostra a morte a tiros e o posterior degolamento de um suposto líder de uma brigada síria opositora, apoiada pelos Estados Unidos.

Na gravação, que dura 6 minutos e 44 segundos, e cuja autenticidade não pôde ser verificada, se vê primeiro uma suposta confissão do dirigente rebelde.

O insurgente se identifica como Ahmad Moussa Hussein, líder da Brigada Al Hamza, pertencente ao Exército Livre Sírio (ELS) e que é apoiada por Washington.

Ele explica que era responsável por armas automáticas americanas do seu grupo e que a coalizão internacional lhes fornece contra o EI.

Hussein, vestido com um macacão laranja, afirma que operava no norte da província síria de Aleppo, onde foi capturado pelos jihadistas na região de Kafr Gan.

Após esta suposta confissão, a vítima aparece amarrada a uma coluna em um local ao ar livre, onde um extremista mascarado o fuzila com uma arma automática.

Em seguida, o carrasco decapita o prisioneiro e apresenta sua cabeça.

O vídeo foi divulgado pelo escritório de informação do EI em Aleppo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos