EI divulga vídeo de assassinato de prisioneiros com participação de crianças

Cairo, 20 set (EFE).- O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) divulgou um novo vídeo no qual mostra o assassinato a sangue frio de 18 prisioneiros acusados de colaborar com os serviços secretos curdos, e nos quais participam dois menores.

O filme, cuja veracidade não pôde ser confirmada, e que dura cerca de 15 minutos, começa, como é habitual neste tipo de gravações, com cenas de ataques aéreos, destruições de casas e corpos de menores sob os escombros, que o EI atribui a seus inimigos.

A gravação mostra o suposto líder do grupo de prisioneiros vestido com macacão laranja, algemado nos pés e mãos e que se identificou como Saud Saad Hussein al Noeimi, habitante de Mossul, que reconheceu perante a câmera que colaborou com os serviços secretos curdos e recrutou mais pessoas para que o ajudassem.

Depois, um jihadista decapita um primeiro grupo de seis pessoas diante dos olhos de uma criança. Posteriormente, é mostrado o assassinato a sangue frio de outras duas pessoas.

No final do vídeo, aparece um fragmento no qual homens de joelhos são assassinados com um tiro na cabeça por outros oito jihadistas, dois deles menores.

A gravação leva o selo da província de Ninawa do grupo terrorista Estado Islâmico, que sofre atualmente o assédio das Forças de Segurança iraquianas, embarcadas em uma campanha para a libertação desta província setentrional e de seu capital, Mossul, o principal reduto no Iraque do EI.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos