Rahami é acusado de usar armas de destruição em massa em ataque em Nova York

(Atualiza com mais detalhes da acusação).

Nova York, 20 set (EFE).- Procuradores americanos acusaram nesta terça-feira o principal suspeito dos ataques com explosivos do final de semana em Nova York e Nova Jersey, Ahmad Khan Rahami, do crime de "uso de armas de destruição em massa", entre outras acusações.

De acordo com documentos judiciais, além do "uso de armas de destruição em massa", Rahami é acusado de "atentar em um lugar de uso público", de "destruição da propriedade por meio de fogo ou explosivos" e do "uso de um dispositivo destruidor no desenvolvimento de um crime com violência".

Na acusação, os procuradores especificaram que Rahami comprou os produtos utilizados em suas bombas de fabricação caseira através da empresa de comércio online eBay e revelaram alguns manuscritos de um diário pessoal que o terrorista levava consigo quando foi detido na segunda-feira.

"Inshallah (se Deus quiser) o barulho das bombas será escutado nas ruas. Disparos contra sua polícia. Morte à sua OPRESSÃO", escreveu Rahami em um diário no qual chama de "irmão" Osama bin Laden, louva o falecido líder da Al Qaeda no Iêmen, Anwar al-Awlaki, e também Nidal Hassan, que assassinou 13 pessoas na base militar de Fort Hood, Texas, em 2009.

Algumas das anotações parecem "ilegíveis" já que o diário sofreu danos no tiroteio que terminou com a detenção de Rahami na segunda-feira de manhã na cidade de Linden (Nova Jersey).

Além das acusações federais formuladas hoje por procuradores de Nova York e Nova Jersey, Rahami, de 28 anos, já havia sido alvo de acusações estaduais por um procurador do condado pela tentativa de assassinato de um policial em quem disparou antes de ser detido.

Nascido no Afeganistão em 1988, Rahami é o principal suspeito da colocação de uma bomba cuja explosão no sábado no bairro nova-iorquino de Chelsea deixou 29 pessoas feridas, assim como de outro artefato que não chegou a explodir em Manhattan.

As autoridades também descobriram perto da estação de trens de Elizabeth (Nova Jersey) uma mochila com cinco bombas de fabricação caseira, uma das quais chegou a explodir de forma acidental quando foi manipulada por um robô da polícia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos