Rússia investiga informação sobre ataque a comboio humanitário na Síria

Moscou, 20 set (EFE).- Os militares russos estão verificando a informação sobre o ataque sofrido na segunda-feira por um comboio humanitário na Síria, do quais os Estados Unidos responsabilizaram Moscou, disse nesta terça-feira o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

"Não acredito que seja possível e nem justo em geral tirar conclusões infundadas. Nossos militares estão verificando a informação sobre este ataque", afirmou.

"Espero que possam conseguir informação de primeira mão e depois disso, faremos a declaração pertinente", acrescentou, em declarações aos jornalistas.

Ontem, um comboio de assistência, organizado pelo Crescente Vermelho Síria e a ONU, foi alvo de um bombardeio na zona de Urum al Kubra, no oeste de Aleppo, onde, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos, morreram pelo menos 12 pessoas.

Os Estados Unidos responsabilizaram a Rússia pelo ataque e garantiram que "repensarão" se seguirão cooperando com o governo russo, que segundo sua opinião deve demonstrar "rápida e significativamente" se ainda estiver comprometido com o acordo para um cessar-fogo no país árabe.

"Não sabemos por enquanto se o ataque foi dos russos ou do regime (de Bashar al-Assad). Em qualquer caso, os russos têm a responsabilidade de não fazer esse tipo de ataques e de evitar que o regime os faça", disse à imprensa um alto cargo americano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos