Bombardeios nas províncias sírias de Idlib e Aleppo deixam 24 mortos

(atualiza o número de vítimas e acrescenta outro ataque)

Beirute, 21 set (EFE).- Pelo menos 24 pessoas morreram nesta quarta-feira por bombardeios de aviões de guerra não identificados contra zonas das províncias setentrionais sírias de Aleppo e Idlib, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Desses mortos, pelo menos 13, entre eles três menores, perderam a vida em um ataque aéreo contra a população de Khan Shaykhun, em Idlib, onde também dezenas de pessoas ficaram feridos.

A ONG apontou que os aviões lançaram oito projéteis contra distintas áreas da cidade, o que ocasionou amplos danos materiais em casas, algumas das quais ficaram totalmente destruídas.

A fonte não descartou que o número de vítimas mortais aumente porque há feridos em estado grave e desaparecidos entre os escombros, onde as equipes de resgate ainda trabalham.

A maior parte da província de Idlib está em mãos da Frente da Conquista do Levante (antiga filial síria da Al Qaeda) e de outras facções armadas.

Por outro lado, pelo menos 11 pessoas morreram, entre elas dois menores, em bombardeios similares nos bairros de Al Salhin, Al Mashhad, Al Sukari e Al Muasalat, em Aleppo.

Atualmente, operam na Síria a aviação russa e a síria, assim como a coalizão internacional contra o grupo terrorista Estado Islâmico liderada pelos Estados Unidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos