Comitê Eleitoral da Palestina considera inviável realizar pleito em outubro

Ramala, 21 set (EFE).- O Comitê Eleitoral da Palestina considera inviável a realização do pleito municipal da Cisjordânia e de Gaza no próximo dia 8 de outubro depois de a Corte Suprema de Israel ter adiado nesta quarta-feira o julgamento de um processo aberto por um dos candidatos.

Em comunicado divulgado pela agência oficial "Wafa", o Comitê Eleitoral afirmou que será preciso adiar o pleito depois de a Corte Suprema ter decidido a favor de uma ação contra o processo eleitoral e ter afirmado que quer ouvir todas as partes antes da conclusão.

Estas seriam as primeiras eleições municipais na Cisjordânia e em Gaza desde 2006, mas um advogado de Ramala entrou com um recurso considerando que Jerusalém Oriental, sob controle de Israel, tinha sido deixada de lado. Além disso, questionava a legalidade do governo do Hamas em Gaza, o que interferiria na garantia do pleito.

A Corte Suprema de Israel tinha afirmado há duas semanas que tomaria uma decisão nesta quarta-feira, mas hoje decidiu adiar a divulgação de uma sentença para o dia 3 de outubro.

Diante da nova circunstância, o Comitê Eleitoral anunciou que os preparativos seguirão, portanto, paralisados já que a realização do pleito no dia 8 é "inviável".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos