Usina de Fukushima tenta evitar saída de água poluída após passagem de tufão

Tóquio, 21 set (EFE).- A empresa proprietária da usina nuclear de Fukushima está bombeando água subterrânea da acidentada usina para evitar que a água contaminada transborde por conta das fortes chuvas que atingiu o Japão por conta da passagem do tufão Malakas.

Às 9h (hora local) desta quarta-feira, o nível de água subterrânea contida nos diques ao redor da usina ultrapassava o nível do mar, por isso "é possível" que foi filtrado, indicou hoje à Agência Efe, uma porta-voz do Tokyo Electric Power (TEPCO).

A TEPCO, que descarta por enquanto adotar outras medidas, começou a bombear o fluido na noite de terça-feira e continua com o processo enquanto mede os níveis de substâncias radioativas na água e monitoriza o nível para evitar que siga aumentando.

Malakas, o 16º tufão da temporada 2016 no Pacífico que se transformou em um sistema de baixa pressão durante a noite, deixou fortes chuvas em grande parte do país que afetaram gravemente aldeias e infraestruturas e causou pelo menos uma morte, deixou 30 feridos e duas pessoas desaparecidas.

Uma mulher morreu no hospital após ser encontrada em um carro submergido em uma passagem subterrânea no centro do Japão, enquanto uma criança de 6 anos e um homem de 66 permanecem desaparecidos após ser arrastados pelos transbordamentos de rios nas províncias de Nagano e Hyogo, informou a emissora pública "NHK".

A passagem do Malakas obrigou o cancelamento de mais de 200 voos e as autoridades recomendaram que cerca de 680 mil pessoas deixassem as suas casas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos