CNE diz que revogatório venezuelano será no primeiro trimestre de 2017

Caracas, 21 set (EFE).- O Conselho Nacional Eleitoral (CNE) da Venezuela afirmou nesta quarta-feira que cumpriu todos os requisitos da recolhida dos 20% dos apoios necessários para a realização do referendo revogatório presidencial, que "poderá ser acontecer em meados do primeiro trimestre de 2017".

Em comunicado, o CNE informou que a recolhida do 20% do apoio será realizada nos dias 26, 27 e 28 de outubro e que a "declaração de origem" destes aconteceria no final de novembro.

"Serão cumpridos os requisitos regulamentares e se quorum mínimo para a ativação do mecanismo for atingido, a convocação do evento acontecerá no início de dezembro, data a partir da qual iniciam os 90 dias regulamentares que tem o órgão para realizar o referendo. Isso para que evento possa acontecer em meados do primeiro trimestre de 2017", afirmou o órgão eleitoral.

O CNE tem um mês para verificar se a recolhida dos 20% de apoio foi realizada corretamente e o referendo deve ser convocado nos 90 dias seguintes após esta verificação. A consulta aconteceria fora do prazo para a convocação de novas eleições presidenciais.

A data limite para encerrar o mandato de Nicolás Maduro com um revogatório e que aconteça novas eleições presidenciais, é o dia 10 de janeiro de 2017.

Caso o referendo aconteça após essa data e Maduro perca, o vice-presidente da Venezuela assumirá o cargo até a realização de novas eleições presidenciais, em 2019.

A oposição venezuelana tem argumentado que a legislação pode ser atendida e ainda o referendo realizado este ano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos