História de menino que se ofereceu para acolher criança síria emociona Obama

Washington, 22 set (EFE).- Um americano de seis anos de idade se ofereceu - em carta enviada ao presidente Barack Obama - para acolher Omran Daqneesh, criança síria cuja imagem ferida em uma ambulância em Aleppo correu o mundo, e emocionou o chefe de Governo americano.

"Querido presidente Obama, lembra da criança que foi recolhida pela ambulância na Síria? Poderia por favor ir pegá-la e trazê-la para minha casa", escreveu em sua carta Alex, que vive em Scarsdale, no estado de Nova York.

"Daremos a ele uma família e será nosso irmão", acrescentou Alex em sua carta escrita à mão e divulgada pela Casa Branca.

Com o rosto coberto de sangue e pó, Omran Daqneesh, de cinco anos, aparece sentado em uma ambulância após ser resgatado na noite anterior de uma casa bombardeada no bairro de Al Qatergui, em Aleppo, cidade do norte da Síria que é uma das mais castigadas pela guerra civil síria.

Obama publicou esta semana a carta de Alex em sua conta no Facebook antes de lê-la em discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas.

"Essas são as palavras de uma criança de seis anos, uma criança pequena que não aprendeu a ser cínica, ou suspeita, ou temerosa de outra gente por causa do lugar de onde ela provém, que aspecto têm, ou como rezam", afirmou Obama.

O líder leu a carta, que se tornou um fenômeno viral nas redes sociais, na cúpula internacional de refugiados que aconteceu esta semana em Nova York, e pediu aos líderes convocados que mostrem a mesma compaixão mostrada por Alex.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos