"Venezuela vive uma situação de desespero", diz FHC

Montevidéu, 22 set (EFE).- O ex-presidente do Brasil Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) disse nesta quinta-feira que a Venezuela "vive uma situação de desespero", em relação à crise econômica, política e social que o país atravessa ao mesmo tempo em que defendeu a aplicação do plebiscito revogatório.

O ex-presidente fez estas declarações em um café da manhã de trabalho organizado pela Associação de Dirigentes de Marketing do Uruguai em Montevidéu.

Nesse sentido, FHC afirmou para a imprensa que "dificilmente" um país que esteja na situação da Venezuela possa assumir a Presidência do Mercosul e fez um apelo para que este país "cumpra as normas" de adesão ao bloco regional.

"A Venezuela é importante. Ter uma boa relação com a Venezuela é importante para o Mercosul, que a Venezuela seja parte do Mercosul. Mas o mais importante de tudo é que o povo da Venezuela tenha liberdade e que as regras constitucionais sejam cumpridas", disse.

Em relação à aplicação do plebiscito revogatório para deixar sem efeito o mandato de Nicolás Maduro, o ex-presidente brasileiro ressaltou que o governo venezuelano "está postergando uma coisa que não é possível ser postergada", exortando a comunidade internacional a "buscar um terreno comum".

"O primeiro passo desse terreno comum é respeitar a Constituição, que se faça o revogatório é o começo necessário e o resultado tem que ser cumprido", avaliou.

Segundo sua opinião, "infelizmente" o governo de Maduro "perdeu a oportunidade" de negociar com o mundo.

FHC concluiu com um apelo à busca de formas de compromissos, já que na sua opinião, a democracia requer convergência e "não simplesmente do exagero do que cada quem pensa".

Deste encontro, também participaram o ex-secretário geral da Organização de Estados Ibero-Americanos José Miguel Insulza e o ex-chanceler uruguaio Sergio Abreu, que trocaram visões sobre a situação da região e do mundo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos