Dois desertores matam a tiros 12 militares no Afeganistão

Cabul, 27 set (EFE).- Doze militares afegãos morreram e outros dois ficaram feridos ao serem baleados nesta terça-feira, enquanto dormiam, por dois companheiros com vínculos com os talibãs em um posto de controle na conflituosa província de Konduz, no nordeste do Afeganistão.

Os dois atacantes, que "estavam em contato com os talibãs", dispararam contra seus companheiros por volta da meia-noite (hora local) em um posto de controle de Konduz, capital da província homônima, afirmou à Agência Efe, o chefe de polícia da região onde aconteceu o incidente, Aziz Kamawal.

"Os soldados morreram baleados por dois traidores enquanto dormiam e depois os atacantes se uniram aos talibãs", explicou Kamawal.

Segundo o chefe de polícia, foi iniciada uma investigação para esclarecer o incidente e as forças de segurança estão rastreando a área para tentar localizar os assassinos.

O porta-voz da polícia de Konduz, Mahfuzullah Akbari, declarou à Efe que o posto de controle atacado foi tomado pelos talibãs e recuperado pelas forças de segurança afegãs duas horas depois.

Os combates se intensificaram na última semana na Província de Konduz, onde as tropas afegãs lançaram operações militares em pelo menos dois distritos para impedir o avanço dos talibãs para a capital.

De acordo com Akbari, durante a última semana morreram na região pelo menos 140 talibãs que pretendiam reconquistar a capital.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos