Colombianos na Nova Zelândia serão os primeiros a votar em referendo da paz

Bogotá, 1 out (EFE).- Os 182 colombianos residentes na Nova Zelândia serão os primeiros a votar neste sábado no referendo no qual será aprovado ou não o acordo de paz assinado pelo presidente Juan Manuel Santos e o máximo chefe das Farc, Rodrigo Londoño, conhecido como "Timochenko", informaram fontes oficiais.

O único posto de votação habilitado estará em Auckland, em um país com 17 horas de diferença com relação ao horário colombiano, explicou a Chancelaria colombiana em comunicado.

Depois, serão abertas as mesas que estão na Austrália, onde há inscritos 3.843 colombianos. Deles, 696 estão em Brisbane, 308 em Canberra, 1.190 em Melbourne e 1.649 em Sydney.

A Chancelaria colombiana detalhou que para a jornada eleitoral no exterior há 203 pontos de votação, com 1.372 mesas, distribuídos em 138 cidades de 64 países, com um censo eleitoral conformado por 599.026 pessoas.

Os países que têm mais pessoas registradas para votar no domingo são Estados Unidos (191.606), Venezuela (188.352), Espanha (85.658), Equador (23.212), Canadá (17.355), Panamá (11.757), Inglaterra (9.177), Costa Rica (7.700), França (7.110) e Argentina (6.040).

No domingo, 34.899.945 colombianos foram chamados a votar no referendo sobre a viabilização do acordo de paz alcançado entre o governo colombiano e as Farc.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos