Irmão de clérigo acusado por Ancara de organizar golpe é detido na Turquia

Ancara, 2 out (EFE).- A polícia turca deteve neste domingo Kutbettin Gülen, irmão do clérigo Fethullah Gülen, a quem o governo turco acusa de organizar a tentativa golpista de 15 de julho, informou o jornal "Sabah".

A detenção aconteceu na província de Esmirna e Kutbettin Gülen é acusado de filiação ao "grupo terrorista" FETÖ, que é o acrônimo que as autoridades utilizam para designar a rede de simpatizantes do clérigo exilado nos EUA desde 1999.

O governo turco acusa o clérigo de ter planejado o golpe de Estado que deixou mais de 250 mortos em de 15 de julho e pediu aos EUA que o extradite à Turquia.

Fethullah Gülen, aliado até 2013 do também islamita presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, nega qualquer vínculo com o golpe.

Ancara acusa a confraria do clérigo de ter se infiltrado em postos chave da Administração, como Justiça, Exército, Polícia e sistema educacional.

O governo turco empreendeu um expurgo na administração no qual demitiu dezenas de milhares de funcionários, enquanto mais de 30 mil pessoas foram detidas por suposto vínculo com as redes gülenistas.

Segundo os veículos de imprensa turcos, Fethullah Gülen tem cinco irmãos -dois deles já mortos- e duas irmãs.

Segundo "Sabah", Kutbettin Gülen trabalhava para uma empresa editora vinculada a uma empresa da confraria islamita de seu irmão.

As detenções em massa e as amplas demissões empreendidas pelo governo despertaram críticas da União Europeia e de algumas organizações de Direitos Humanos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos