May apresentará lei que revogará entrada britânica na UE

Londres, 2 out (EFE).- A primeira-ministra britânica, Theresa May, disse que apresentar no Parlamento o projeto de lei que permitirá revogar a legislação que autorizou a incorporação do Reino Unido na União Europeia (UE).

Por causa do começo hoje em Birmingham, centro da Inglaterra, do congresso anual do Partido Conservador britânico, a premiê disse em entrevista com o "The Sunday Times" que o projeto será apresentado no começo do curso parlamentar do próximo ano, previsto para abril ou maio.

O projeto - contido no chamado discurso da Rainh, com o qual Elizabeth II lê na Câmara dos Lordes o programa legislativo do governo - revogará a Lei de Comunidades Europeias de 1972, com a qual Londres entrou no bloco europeu um ano depois.

Se o novo projeto for aprovado, como se espera, as leis britânicas passarão a ter supremacia, apesar de as atuais leis comunitárias passarem a ser leis do Reino Unido, explicou May.

Este plano dará a "máxima segurança, estabilidade e certeza aos trabalhadores, consumidores e empresários, assim como a nossos aliados internacionais", acrescentou a política "tory" (consevadora).

No entanto, o projeto - denominado "A Grande Lei de revogação" - não terá efeito até que o Reino Unido saia da UE uma vez completadas as negociações de dois anos sobre a saída de um país do bloco em virtude do Artigo 50 do Tratado de Lisboa.

May - que chegou ao poder em julho após a vitória do "Brexit" (a saída britânica da UE) no plebiscito de 23 de junho - só espera iniciar o processo formal de negociações em 2017.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos