Referendo na Colômbia alcançou mais de 2 milhões de menções em redes sociais

Bogotá, 2 out (EFE).- O referendo sobre o acordo de paz realizado neste domingo na Colômbia acumulou 2.261.472 menções no Twitter, Facebook e Instagram entre os dias 17 de junho e 30 de setembro, revelou neste domingo a ONG Missão de Observação Eleitoral (MOE).

"Cerca de 30% de todas as conversas sobre a paz em redes sociais (7.467.055) foram especificamente sobre o referendo (2.261.472)", indicou a MOE em comunicado que detalhou o dados de um estudo sobre a votação de hoje.

Esse detalhamento aponta que "60 autores concentram 12% de toda a conversa sobre o referendo".

O estudo, realizado pela MOE com a assessoria da Acceso, uma agência internacional de análise de redes sociais, indicou que nas menções ao referendo em redes participaram 417.060 autores.

A avaliação determinou que, do total de conversas, 83% teve uma "linguagem totalmente neutra sem maiores cargas emocionais por parte do usuário".

Por outro lado, em 10% delas se impôs uma linguagem de esperança, tolerância, otimismo e nos outros 7% "de ódio, intolerância e ofensa".

"Quando olhamos o discurso apaixonado nas redes sociais, se constatou que durante o período analisado foi predominantemente de ofensas, ódio e intolerância", acrescentou o comunicado.

A nota ressalta ainda que a informação gerada em "dias pontuais" - como 23 de junho, quando aconteceu assinatura do ponto de fim do conflito em Cuba; 24 agosto, dia em que se anunciou a conclusão das negociações, e 26 de setembro, data da assinatura do acordo final - teve uma linguagem "de esperança e tolerância" que se colocou "acima deste discurso da ofensa".

Cerca de 34,8 milhões de cidadãos poderão se pronunciar hoje a favor ou contra o histórico acordo assinado na segunda-feira passada em Cartagena pelo presidente colombiano, Juan Manuel Santos, e o líder máximo das Farc, Rodrigo Londoño Echeverri, para pôr fim a 52 anos de conflito armado no país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos