Santos diz que referendo pode mudar a história da Colômbia

Bogotá, 2 out (EFE).- O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, disse neste domingo ao votar no referendo da paz que espera que o resultado desta consulta sobre o acordo assinado com a guerrilha das Farc "mude a história deste país para o bem".

"Acabo de depositar meu voto neste dia histórico", manifestou o líder após votar na mesa número um, situada no Capitólio Nacional, a poucos metros da Casa de Nariño, sede do governo, 14 minutos depois da abertura dos colégios eleitorais.

"Todos os colombianos podemos e devemos ser protagonistas desta mudança histórica para nossa nação", acrescentou o líder.

Ao se referir à importância do referendo, Santos disse que o mesmo "permitirá acabar com uma guerra de 52 anos, abrir o caminho da paz e é essa paz que vai nos levar a um melhor futuro".

Santos chegou ao Capitólio em companhia de sua esposa, María Clemência Rodríguez, seus filhos Martín, Esteban e María Antonia, e do ministro do Interior, Juan Fernando Cristo.

"Espero que os colombianos saiam para votar, apesar da chuva, do mau tempo em alguns lugares", disse.

Santos lembrou que um dia como hoje, 2 de outubro de 1869, nasceu na Índia Mahatma Gandhi, "que nos ensinou tanto a cultura da não violência", pedindo aos colombianos que "adotem essa cultura".

Citando uma frase de Gandhi, Santos disse que "a paz é o caminho para que nossos filhos e nossos netos tenham um melhor país".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos